AOS NOSSOS CAVALOS O ETERNO RECONHECIMENTO; AOS BURROS, O ESQUECIMENTO.

0
192
views

por: Nova Pasta

“Aos nossos cavalos o eterno reconhecimento; aos burros, o esquecimento.”

A Revolta dos Burros proclama o resgate histórico do burro como importante desbravador de caminhos. Os bravos animais chamados de burros subiam e desciam os morros, transportando todo tipo de coisa, de carga, de gente.

A representação do burro na historia da arte parece secundária, pois sabemos que muitos trajetos irregulares são realizados no lombo de burros e eles foram agentes participantes da história. Já o cavalo figura como símbolo de status e potência.

A Revolta dos Burros questiona o lugar dos burros em passagens históricas, principalmente na cultura brasileira. Este animal que foi fundamental para o transporte e ocupação dos territórios está sendo esquecido pelas novas gerações informatizadas e urbanas. Com a modernidade, os burros passaram a ser substituídos pelas ferrovias e sua função se transformou. Os animais foram também historicamente negligenciados e muitas vezes a sua representação foi substituída pela representação de outros animais. O burro ainda tem lugar na contemporaneidade? E qual o espaço destes bravos animais na historia da arte?

O coletivo Nova Pasta elegeu duas obras de referência para seus trabalhos, a primeira é a pintura ‘Independência ou Morte’(1888) do artista Pedro Américo. Este quadro retrata uma das cenas mais celebradas no imaginário nacional, simboliza o 7 de setembro, o dia da independência. O coletivo propõe uma releitura contemporânea da pintura através de uma nova configuração do conjunto pictórico com as representações dos artistas atuantes e animais.

A segunda ação do Nova Pasta toma como ponto de partida a escultura ‘Monumento às Bandeiras’ (1921-1953) de Victor Brecheret. A escultura popularmente conhecida como ‘Deixa-que-eu-empurro’, representa o monumento símbolo às bandeiras, com suas diversas etnias e animais puxando uma canoa. A ação do coletivo acontece por meio de uma intervenção urbana no espaço público, no qual a escultura de Brecheret é questionada como espaço legítimo de representação do animal burro, no lugar dos cavalos, como comprovam os dados históricos. O desafio seria eleger o burro como novo símbolo do país e resgatar sua importância histórica.

 

AMIGOS, RECUPEREI TODOS OS EMAILS QUE TROCAMOS, DEU UM PUTA TRAMPO…

QUEM PODE ME AJUDAR A SELECIONAR QUAIS CONVERAS QUE PUBLICAMOS NO LIVRO? ESTAMOS NO DEAD LINE PARA FAZER ESTE MATERIAL.

O MAURO ESTA ELABORANDO AS 20 PAGINAS COM AS IMAGENS PRODIUZIDAS POR NÓS QUE JUNTEI E MANDEI PARA TODOS VIA DROPBOX, PENSAMOS EM JUNTAR A ESTAS PÁGINAS DE IMAGENS NOSSAS CONVERSAS. TEMOS NO TOTAL 20 PAGINAS

ab a todos

tulio

segue conversas

**********************

oi fabi, edu, guto c, guto l, mari, paulo, lucas, marquinhos, té, mauro, flavia.

vamos agir na rua?

precisamos de uma reunião para saber quais caminhos serão tomados.

o edu falou no sabados sobre burros revoltados, ou seria a revolta dos burros…

eu sugiro a primeira segunda apos o carnaval dia 26 as 20 horas na minha casa ateliê.

imagino que vcs irão viajar no carnaval né?

ab

túlio

*

opa! tamos aee…

posso na quinta a noite, as outras dou aula,

pode ser no finde tb

carnaval viajo sim :)

beijos

fabi

*

caros nova pasta, bom dia! tambem tenho disponibilidade as quinta feiras e fds!

a revolta dos burros, o nome e sugestivo!

ate que a reunicao aconteça talves poderiamos utilizar o e-mail para um brainstorme!

o que seria a revolta dos burros por exemplo?

abs ze

*

legal Tulio

segunda 26 é bom para mim

Guto Lacaz

*

Paulo e Turma!

era o “Burro Paulista”, ou o paulista burro.

a idéia era uma manifestação dos burros paulistas. pensei que a gente poderia aprender a fazer uns burros em material reciclavel, por exemplo, e largar eles por aí com mensagens, ou fazer uma grancde reunião deles, em frente a prefeitura, por exemplo…

essa idéia é totalmente inspirada por uma turma de Guayaquil no Equador que faz uns grafites e colagens com o burro de guayaquil:

http://www.eluniverso.com/2011/10/06/1/1534/burros-colores-exhiben-guayaquil.html

não sei se é viagem, mas fica registrada a idéia.

abs Edu

*

não quero cortar a de vocês mas, fazer um burro 3D que resista ao tempo é bem complicado ainda mais fazer vários! nas ruas não vão durar um dia só temos R$ 4.000,oo também não gosto de ofensa pensei em uma pirâmide ou torre de caixas de papelão

Guto Lacaz

*

acho a idéia sensacional… lendo o texto equatoriano tem uma frase tbm sensacional … “El burro no es tan burro como todo el mundo piensa”, puntualiza. segunda-feira depois do carnaval ? abs

MARCOS VILAS BOAS

*

ola caros nova pasta! no dia 25 de janeiro ultimo – 1 ano da primavera arabe – os egipcios sairam as ruas p/ comemorar essa data. Vi na manifestacao uma imagem de um monumento de papelao que me fez referncia a piramide do guto, …. um monumento de papelao. ver link

http://english.ahram.org.eg/NewsContentPrint/1/0/33108/Egypt/0/Egypts-junta-From-One-hand-to-Liars,-say-revolutio.aspx

a alguns ano atras uma escola de samba abandonou uma replica da estatua da liberdade quebrada, bem enfrente a favela do moinho, acho que nao foi intencional mas poderia ter sido um site specific.

http://english.ahram.org.eg/NewsContentPrint/1/0/33108/Egypt/0/Egypts-junta-From-One-hand-to-Liars,-say-revolutio.aspx

*

apenas respondendo ao Guto: não precisa ser 3d, não precisa resistir ao tempo, não precisa ser grande. pode ser o que a gente quiser e puder. pode ser uma garrafa no oceano.

tem sim um ligeiro tom de provocação…

ev

*

então não entendi

GL

*

acho a idéia do monumento bem legal , se envolvessemos um monumento com caixas de papelão, ex: a estátua do José Bonifácio de Andrada e Silva, o Patriarca da Independência na Praça do Patriarca

GL

*

brincar com o conceito de monumento ou des-monumento feito por civis-artistas ou fazer a repetição-modulo do perecível ou fazer um quebra-cabeças espalhado pela cidade, qual serah a estratégia ?!

fabi

*

burro de troia!

PZ

*

Ola a todos!

…podem contar com minha burrice! então…

parece q alguns membros do grupo tem dificuldade com a segunda dia 26, acho q seria legal todos estarem presentes nesta primeira reunião… sera q rola transferir pra quinta 1 de março?

enfim, de td modo confirmo minha presença, mas avaliemos a melhor data p todos.

Abraços

Lucas

*

lá em caraiva os burros são explorados ao máximo trabalhando horas sem fim em areia escaldante, pensei muito que aqueles burros deveriam se rebelar, fiz esse desenho. os burros em caraiva usam um certo tipo de frada para não poluir as areias do vilarejo

sobre a proposta não gosto muito de copiar idéias de outras pessoas e replicar, também não gosto de ofender ninguém.

quando penso nesta intervenção na vida publica, penso em elementos dispadadores de sentidos que reverberem na cidade.

um burro de troia de caixas de papelão é bem divertido.

cade o mauro que não fala nada? precisamos das idéias brilhantes dele.

alguem não pode se reunir na quinta feira dia 1 de março as 20 horas? a mitsue e paulo não podem em outros dias da semana.

ab , túlio

*

Aguarda só um pouquinho my brother,

estou meio corrido com uns trabalhos, mas logo a gente se fala.

grande abraço

Mauro

*

Burro de Tróia é bem legal e ainda da uma marchinha boa!

As quintas eu nao posso.

Antonio Brasiliano

*

Boa tulio, gostei da fralda.

PZ

*

e a data 26 de fevereiro as 18 hrs? é o domingo logo após o carnaval. quem não pode? tem o domingo 4 de março também. me parece que durante a semana não há um dia onde todos possam.

ab

túlio

*

eu posso

Guto L

*

TO PENSANDO NA ZEBRA PAULISTANA. UMA ZEBRA DE TRÓIA FEITA EM CAIXAS DE PAPELÃO SOBRE CARRINHOS DE SUPERMERCADO. PODERÍAMOS FAZER DIVERSOS E SAIR COLETANDO TRALHAS RESIDUOS DO COTIDIANO LARGADOS NA CIDADE E OFERECER PARA O PREFEITO, COMO UM PRESENTE.

ZEBRA EM UMA ALUSÃO À BANDEIRA DO ESTADO (TREZE LISTRAS)

ZEBRA TB PODES SER BEM PERJORATIVO…E SE BEM USADO, PODE SER UM CHINGAMENTO, BEM SUTIL, ASSIM MALHAMOS O PREFEITO BOLHA E O GOVERNADOR COMPROMETIDO.

ABS

Augusto Citrangulo

*

DOU LHE UMA, DOU LHE DUAS, DOU LHE TRES…

FECHADO

DOMINGO DIA 26 as 18 hrs na minha casa ateliê

o jumento tem ate discurso, essa da alta infância.

http://letras.terra.com.br/chico-buarque/86014/

ab túlio

*

ola caros nova pasta, boa tarde!

Em anexo envio um artigo, no final imagem como referencia.

http://veja.abril.com.br/230501/p_084.html

boa tulio, sobre a trilha sonora.

abs Paulo

*

http://veja.abril.com.br/230501/p_084.html

Tróia era um dos centros mais prósperos da Antiguidade e

contava com uma muralha enorme para se proteger dos inimigos.

“O sistema de defesa era muito sofisticado”,

Segundo Homero, os gregos só conseguiram ultrapassar

essa blindagem escondidos dentro de um enorme cavalo de madeira.

“presente de grego”

PZ

*

pessoal, um achado nos registros de carnaval.

joazinho 30, 1989 e o cristo mendigo

http://www.youtube.com/watch?v=ykt0KMvgbDU&feature=related

abs

AB

*

juntei pela net

burro ou mula no brasil quer dizer o cruzamento de jumento e egua, animal esse que não reproduz por ter cromossomos alterado,

mas o burro pode ser tambem o proprio jumento / asno/ jegue, ha uma confusão de nomenclatura no brasil.

**

burro de troia como pegadinha de faculdade

http://www.youtube.com/watch?v=EDebs6A85lU

http://www.youtube.com/watch?v=8v383ru6EHM

Qual é a diferença entre jumento, jegue, burro e asno? Jumento, asno e jegue são sinônimos para o mesmo animal, da espécie Equus asinus. Jegue é uma adaptação de Jack, uma das palavras para “asno” em inglês. “Na 2ª Guerra Mundial, os oficiais das bases americanas montadas no Nordeste chamavam os bichos por esse nome”, explica.

“E os zebra de troia como virus: Os agressores descobriram que o “Cavalo de Tróia” é facilmente reconhecido pelos firewalls, e é impedido de penetrar na infra-estrutura de aplicativos. Eles tiveram de descobrir uma nova maneira de introduzir seus ataques nos data centers, e então nasceu a “Zebra de Tróia”. A zebra de Tróia é muito parecida com o cavalo de Tróia, usado antigamente para executar ataques, mas suas cores e padrões são diferentes. Os sistemas de prevenção contra ameaças, procurando por padrões específicos, são confundidos pela aparência da zebra de Tróia e permitem-lhe penetrar no data center, onde o seu ataque oculto é facilmente executado contra as bases de dados corporativas.

*

Caros

seguem propostas de placa

1 – texto preto no fundo branco

2 – texto branco no fundo preto

fonte DIN bold

boa semana

Guto L

*

Essa fonte é muito boa!!!

abs

Mauro

*

nos propusemos a recriar a pintura independência ou morte do predo Américo para ser a imagem que acompanha o manifesto.

intervir no monumento as bandeiras com uma placa revolta dos burros intervir na sinalização do quadro independência ou morte original no museu do Ipiranga, mudar o nome da obra para revolta dos burros de forma discreta.

sondar outros espaços para a ação revolta dos burros elaborar um manifesto escrito sobre a revolta

Tulio

*

Estava pesquisando sobre essa pintura do Pedro Américo, encontrei esse artigo na revista Veja:

http://revistaescola.abril.com.br/ensino-medio/relacao-historia-arte-548734.shtml

abs

Mauro

*

tá uma zona isso heim?! :)

se der eu apareço… mas acho que não dá para ficar remarcando assim toda hora (certo, ontem choveu, OK), porque não vai ter um dia mágico em que todos poderão se encontrar no mesmo horário.

vejam o que acabei de achar (imagem anexada),

beijos

http://www.peticaopublica.com.br/?pi=P2012N21806

Abaixo-assinado CONTRA A CRUEL EXPORTAÇÃO DE JEGUES PARA A CHINA

Para:MINISTÉRIOS DA AGRICULTURA E MEIO AMBIENTE

Nós, amantes e protetores dos animais, vimos por meio desse abaixo-assinado protestar veementemente contra a exportação de 300 mil jegues do Brasil para a China! Sabemos que esse país, assim como o nosso, não prima pelo bem estar de seus animais, sejam os domésticos ou os selvagens. Esperamos que o Ministério da Agricultura e o Ministério do Meio Ambiente VETEM essa verdadeira carnificina, pois temos comprovações de como animais são tratados na China: ursos tem sua bile extraída SEM ANESTESIA para que seja usada para fins medicinais. Vamos por um fim à vivissecção! Os jegues sempre foram os verdadeiros companheiros do Nordestino, pois não há justiça humanidade decência alguma na fala do execrável secretário de agricultura do Rio Grande do Norte, JOSÉ SIMPLÍCIO DE HOLANDA, quando diz que os asnos agora só servem para causar acidentes na estrada. Pois eu digo mais: os verdadeiros asnos que causam acidentes muito mais graves, são aqueles que usam ternos caros e exercem cargos públicos! POR UM TRATAMENTO DIGNO AOS JEGUES, QUE AJUDARAM A ERGUER MUITAS DAS GRANDES CIDADES NORDESTINAS!!

Os signatários

*

isso:

http://www.alagoastempo.com.br/noticia/7767/curiosidades/2011/09/07/na-proclamaco-d-pedro-estaria-montado-em-burro.html

pz

*

ola caros nova pasta ;

mauro , mto legal o artigo da veja, bem pontual..

recordando o tempo em que fui estudante de historia cito alguns livro relacionados ao tema e que acho que vem a calhar na discussao.

– estética da multidão (barbara szaniechi), na primeira parte do livro a autora faz uma analise relacionando imagem e poder, fala sobre a circulação e recepção das imagens do poder cita DAvid (pintura napoleao com seu cavalo), as meninas de Velásquez, os retratos de Vargas, etc.

outra referencia bem interessante é : ” A fabricação do rei” do historiador Peter Burke, mostra como tem sido construida a imagem do poder, sobretudo a construção da imagem publica do rei luiz XV – o rei sol.

cito também o historiador (jose murillo de carvalho), em “a formacao das almas”, relata a construção do imaginário coletivo brasileiro centrado no mito do heroi na passagem da colônia p; a republica. (tenho xerox dos texto caso alguém queira).

enfim, talvez a referencias sirvam como acréscimo para por mais lenha na fogueira ja que nossa discussão vem se tratando da relação arte- historia.

abs paulo

*

É isso Zemenian, tem muita coisa pra ver sobre los burritos, segue um esboço da tiara com as orelhas.

abs

Mauro

*

precisamos fazer uma reunião para decisões, divisão de trabalho e produção

Guto L

*

Podemos pensar em fazer a foto no sítio do meu pai… Fica em Botucatu, 3 hrs de carro… Meio longe mas poemos dormir lá se precisar…Ou ir atrás de um burrico na perifa… Acho que devemos fazer essa foto rodeados por natureza , não cidade…

Posso ir amanha a tarde no ipiranga… Vamos?

Marcos Vilas Boas

*

eu posso ir domingo no monumento às bandeiras, amanhã não consigo ir no ipiranga. Beijos

mari

*

Tô indo viajar amanhã cedo e só volto domingo no começo da noite… questiono a intervençãomaterial em cima do monumento e o burro de isopor. Acho bacana o barato das orelhas nas pessoas das camisetas com o logo da revolta dos burros, gosta da foto da releitura do Pedro Américo. Penso em est~ensil com o burro escala real espalhado pela cidade e uma manada pintada com a mesma imagem, recortados em virola cercando a prefeitura. Rápido, fácil de produzir, pouco mterial, fácil de reproduzir etc..Em negrito acho que deveria ser a nossa proposta para o dia 28. Deveríamos produzir as orelhas (tiara) e as camisetas

abs

Guto citrangulo

*

Olha que bonitinho…dá um estêncil bem legal…

abs revoltados

Guto C.

*

Podemos pensar em fazer a foto no sítio do meu pai… Fica em Botucatu, 3 hrs de carro… Ou ir atrás de um burrico na perifa… Acho que devemos fazer essa foto rodeados por natureza , não cidade…

Posso ir amanha a tarde no ipiranga… Vamos?

MVB

*

oi amigos,

to vendo com uma amiga veterinaria, a possibilidade de encontrarmos um burro – eles tinham um.

eu posso me encontrar com vcs no domingo no monumento as bandeiras ou outro lugar,

as tiaras ficaram bem legais e apoio a ideia do guto sobre stencil.

beijos

FABI Mitsue

*

acho que as orelhas no monumento poderiam ser com a textura do granito, a placa também, não gostei da idéia da tiara com as orelhas – acho que não é o caso.

Guto Lacaz

*

Muito bom Gutos.

Tbm gosto mais das orelhas e placas com textura de granito, quase imperceptíveis. O estencil daquele burrico tbm é mais legal que o objeto de isopor !! Vamos amanhã no museu do Ipiranga e domingo no monumento às bandeiras !!?

Te

*

Muito bom Gutos.

Tbm gosto mais das orelhas e placas com textura de granito, quase imperceptíveis. O estencil daquele burrico tbm é mais legal que o objeto de isopor !! Vamos amanhã no museu do Ipiranga e domingo no monumento às bandeiras !!?

*

Legal Brasiliano!

que bom que você gostou

estou sem web em casa

vai ser difícil combinar esses passeios

mas anahn atipo 15 poderia ir no ipiranga – se o tulio puder

confirmar por tel – 3052 0193 – thanks

Guto L

*

reunião sábado, revolta dos burros, no monumento as bandeiras

pode ser as 10 da manhã?

as 13 eu arranco o dente do ciso, acho que serei ,mais produtivo antes de arrancar o dente e as 16 horas eu já tenho de estar na exposição da flávia sammarone, o trabalho dela estará em debate.

posso ir as 14 30 caso seja melhor para todos, porem a reunião teria de ser das 14:30 as 15:30.

ab a todos

túlio

*

sorte no ciso !

soube pelo seu véio (flanelinha do tatuapé) que em Cidade Tiradentes há muitos catadores com animais, entre pangares, burros e jegues, acho que vale dar uma volta por lá, espero um contato dele até o finde,

valew abs,

Fabi

*

Sabado só posso depois das 14:00h…

Tuliao, vc vai assistir debate de arte depois de arrancar o ciso? perfomance do bochecha grande??

*

legal 10h no monumeto

Guto L

*

comfirmaram sabado as 10

guto lacas

tulio

paulo Z

lucas D

te nao pode

e o resto da galera?

mauro,

mari,

marquinhos,

guto D

fabi

Edu

*

Ae, galera!

…sabado tou disponivel a qqr horario. Por mim pode ser a qqr hr, só marcar.

Abraços!

idem = Lucas D.

abs. Paulo Zé

*

Olá Túlio, desculpa a demora, estarei lá!!!!..

abs

Mauro de Souza

*

sim, sim, eu vou.

mari

*

mais links:

o grito do ipiranga / o quadro de pedro américo / d. pedro montado em mula na “declaração da independência”:

http://pt.wikipedia.org/wiki/Independ%C3%AAncia_do_Brasil

http://historiaporimagem.blogspot.com/2011/09/o-grito-do-ipiranga-independencia.html

http://caminhod.com.br/2011/09/como-era-o-transporte-no-brasil/

http://www.istoe.com.br/reportagens/paginar/99505_A+ROUPA+NOVA+DO+IMPERADOR/2

http://www1.folha.uol.com.br/fol/brasil500/500_26.htm

monumento às bandeiras e os bandeirantes

http://pt.wikipedia.org/wiki/Monumento_%C3%A0s_Bandeiras

achei isso engraçado (será que o burro aqui não é o carinha do fundo, que empurra a canoa?):

*

Nova Pasta? Cambio!

Chuva pesada!!!

Vamos cancelar?

Marcos Vilas Boas

*

Amigos…

Tulio pediu para cancelar nosso encontro hj ás 6…

Previsão de chuva ininterrupta…

Absss

Marcos Vilas Boas

*

Amigos,

ontem a tormenta atrapalhou nossos planos. Vamos remarcar o encontro no Monumento aos Bandeirantes? Como esta a agenda de vcs nesta semana/fim de semana?

Em anexo uma imagem interessante q vi na rede. Vamos nos falando…

beijo ou abraço

Lucas

*

Ois, acho legal começar as 14h e seguir ir agregando as pessoas,

quem puder estar em um ou em outro tah blz

e o burro da cidade tiradentes, alguem topa ir?

seu veio disse que podes ir junto qqr hora do dia pois nao bate cartão, mas pensei numa caixinha mas vcs acham que vale a pena ou ..

fabi

*

Vamos fazer camisetas mas, acho que poderíamos fazer impressão frente e verso. Na frente aquele logo do quadrado preto com a frase…REVOLUÇÃO DOS BURROS e atrás uma destas duas imagens. A cabeça poderíamos imprimir umas máscaras de tamanho natural e usar dia 28. Pessoal, a principio melou minha presença na quinta,,, ainda tentarei estar lá. me incomoda muito algo real em cima do monumento do Brecheret…acho que qq intervenção deveria ser virtual, projeção, etc. O momumento é de pedra e não é plyground prá ficar subindo em cima…apenas minha opinião…abs

Guto C.

*

Então, eu acho o 3D um lance legal, mas não acho pra esse trampo… Acho que A Revolta dos Burros tem mais uma cara camiseta de silk preto comum. Com a cara e a frase na frente e pronto. Acho 3D muito bonito, mas pouco revoltoso, acho q camiseta de silk preto ou preto e cinza é mais camiseta q circula e incomoda. Sei la… é so o q acho. Gosto mais da intervenção com as tiaras de orelhas e a placa, mais legal que projeção. Acho mais revolta, manifesto…

Não vejo problema em subir no monumento, não estamos danando estruturalmente, não estamos pixando, não estamos provocando nenhum tipo de dano e acho q não estamos sendo, de nenhum modo, desrespeitosos. è um trabalho exposto a céu aberto e esta sujeito a interferencia dos que com ele cohabitam… Muitas vezes manifestantes e frequentadores do parque sobem no monumento. Não entendo muito isso das mascaras pro dia 28, acho q com as camisetas já é suficiente, mas pra mim é legal pq aumenta meu acervo de mascaras (tenho Guto Lacaz, Augusto Citrangulo, Flavia Sammarone, tenho uma minha e uma do Thiago Judas tb)

Sobre a foto ainda acho um cenario urbano mais legal q um sitio ou cenario bucolico. Semana q vem vamos com a Fabi até o cu da Z/L pra ver se lapidamos um burro. Acho que talvez fossse legal ir um fotografo pra ver o q acha de cenario por la… O Té ou o Marquinhos se animam?

Depois ainda teremos que dividir as tarefas e grupos…

Para continuar na troca de referencias, alguns burros do Goya.

Nos falamos amanhã.

Abraços,

Lucas

*

eu ainda não tenho opinião formada sobre tudo (são muitos assuntos!)… mas uma coisa eu tenho que dizer, esses burros do goya são geniais!!! PQP! valeu coração farpado!

Mari

*

MARAVILHOSAS, não vou nem sugerir outro lay-out. Adorei…resta saber se faremos a 3D ou a simples (tb maravilhosa).

abs,

Guto C.

*

eu achei muito legal também. apenas achei o 3d um pouco separado demais, Mauro, seria legal conseguir calcular o quanto devem estar separadas os dois prints.

abs

Edu

*

achei legal esse 3D exagerado , ninguém vai ver com óculos

Guto L

*

Acho que não vai ter problema, agora é só um layout!!! Vou falar com o nosso departamento técnico: – Guto Citrângulo, depois passa o deslocamento entre cada imagem.

abs

Mauro

*

realmente achei que a gente só iria simular o deslocamento 3D.

Nós conversamos e o Túlio falou que pelo número da tiragem poderia ficar mais caro!!mas vamos adaptar o melhor possível

abs

guto C

*

Gostei muito da branca, fundo limpo, será possibel uma babylook?

Alguem tem os valores da estampa? Como foi o final da reunião ontem? abs

Fabi

*

Amigos,

se formos mesmo, em algum momento, fazer imagens em 3D, achei esse fornecedor aqui de são paulo, que entrega até 500 óculos no mesmo dia, lógico que sem personalizar, com custo de R$ 350,00 ou seja R$ 0,70 cada. Vejam o link deles. www.jrmgraficadigital.com

abs, Guto C.

*

Sensacional Mauro! Vamos fazer as duas !!?

Antonio Brasiliano

*

pedi um orçamento para os silks das camisetas mas, ainda não me passaram, Quem topa abrir uns estenceis do burrico. escala 1:1 tamanho real. Eu vou abrir uma. Quem me acompanha?Bora moçada…grafitá…

Guto C.

*

querid@s, envio minha proposta para a ocupação do monumento às bandeiras. Seriam os burros grafitados e recortados em placas de PVC de 2mm, com frente e verso e um cano de alum[inio inserido entre as patas para fixação na grama. A idéia é cada um de nós ter um burro próprio e instalarmos eles em diversos lugares que tenham alguma referência histórica. Poderíamos fotografá-los no parque do Ipiranga, nas margens do riacho, na sala do Pedro Américo, no monumento às bandeiras, etc. Se formos reconstruir alguma cena, poderíamos estar “montados” sobre eles já que terão um tamanho real.

Cada umfará o burro da cor que preferir.

Aguardo o orçamento das camisetas para hoje.

abs,

Guto C.

*

caro xará , sorry

gosto mais da intervencão no monumento conforme combinamos: placa e orelhas + camisetas

acho os burros em pvc complicados só o tubo não vai estruturá-los

Guto L

*

Ae galera,

…por partes:

Camisetas

acho q a menina se confundiu um pouco no orçamento, não entendi direito “Camista preta 3 cores”*

Pela estimativa estamos gastando qse 600 paus para 20 camisetas.

Estou por fora das tabelas de silk, mas acho q conseguimos abaixar o custo. Acho q usaremos o mesmo original, assim pode-se fazer uma só mascara para ambas.

No caso do 3D tb temos q pensar nos oculos.

Posso dar um pulo essa semana na galeria do rock e ver o preço pra queimar as telas e imprimir 60 camisetas.

(30 P&B, 30 3D, é isso?)

Acho q 7,50R$ ( Nº 12 a 18 ) é o preço medio de uma camiseta branca comum (Nº 12 a 18), dai tem q ver o preço em outras cores e tamanhos.

Burros:

Podemos marcar essa semana pra abrir as mascaras 1X1 e tb a mascara só do rosto. Eu tou livre da metade p fim da semana. Só marcar. Acho mais legal fazer a produção dos burros num dia e a foto em outro. Da pra fazer tudo com calma e não fica cansativo, da pra se concentrar em cada uma das etapas. Acho q a confecção desses burros é tb um trabalho e precisa ser feito com calma. Só não entendi por quais burros vamos optar, se usaremos os de stencil tb em estudio ou se ainda iremos produzir aqueles de vestir, do tipo Bumba meu Boi. Se fizermos os 2 tipos acho q sera preciso fazer 2 seções de pre-produção.

Monumento:

Visualmente, a ideia do monumento cercado por burros me parece poderosa, não sei como produzir isso, mas vai dar um PUTA trampo. Tem umas questões tecnicas, como manter em pé, exposto ao vento, como instalar, pq acho q vai ter q perfurar bastante pra aguentar em pé. Citrangulo, vc chegou a tentar uma maquete ou coisa assim?

Por outro lado, a placa parece-me mais facil de instalar, produzir. Eu ainda gosto dela pendurada no pescoço dos cavalos.

Pode-se ainda fazer as duas coisas, só complica…

Pelo q vimos a instalação de tiaras ou outro suporte com orelhas seria bastante complicada.

Museu:

ainda não entendi como seria a intervenção no museu, acho isso de posar com o quadro de fundo meio foto de turista, sei la…

Acho mais interessante a foto com a casa ao fundo.

Dai tem q ver as datas, acho q se a ideia é domingo 1º de abril no museu, marcar outra data pro estudio, e ainda tem q marcar o monumento.

Então, eu tou livre no dia 1º e posso marcar com o Citrangulo um dia esta semana pra abrir a mascara.

…na escuta,

Lucas

*

gosto só da idéia da placa e camisetas

se tiver orelha, textura de granito

vai dar para ver bem

Guto L

*

oi gente,

até sábado estarei enrolada, mas domingo posso ajudar no que precisar.acho que devemos definir o que teremos pronto para o primeiro encontro no matilha (mais urgente) e o que faremos nas ações.no matilha: tiaras de orelhas e camisetas? manifesto?

pelo que entendi as camisetas estão caminhando. as tiaras (teremos mesmo?) alguém tem alguma proposta de como fazer? e o manifesto, alguém tá inspirado para escrever?

sobre as ações, sou super a favor de colocar as orelhas nos cavalos do empurra-empurra (com textura de granito), se alguém tiver a técnica eu ajudo. as placas é mandar imprimir e adesivar (sobre ps?), tulio tem fornecedor? gosto delas penduradas nos pescoços dos cavalos.

gosto da tropa de burros do guto c. também, dá para usá-la em diversas ações, posso ajudar, mas vai dar um puta trampo, temos pernas?

sobre o museu do ipiranga, não entendi o que ficou resolvido…

está marcada a foto nesse domingo? o que temos que fazer?

meio perdida, né? desculpem…

beijos

mari

*

Oi Túlio,

O que será feito a respeito das camisetas? Quantas de cada e de que tamanhos e modelos? Precisamos definir ontem pois temos que fazer uma préprodução e mandar fazer… E quanto ao burro. Vou cortar um estêncil? Ninguém mais me acompanha?

abs

Guto C.

*

o lema da cavalaria de SP é “aos nossos cavalos o eterno reconhecimento”, resolvi fazer uma adaptação.

Edu

*

Amigos, acertando a revolta dos burros.

amanha sábado eu e guto citrangulo vamos comprar as camisetas e leva las na galeria do rock para fazer a impressão. 60 camisetas – 30 de cada arte, sendo 15 masculino, 15 baby look de cada arte divididas em tamanho P,M,G. As camisetas estarão prontas para quarta feira dia 28 no encontro geral no matilha cultural.

precisamos esta segunda de um mini manifesto e uma imagem para nossa revolta que será apresentada neste encontro.

duas sugestões:

“aos nossos cavalos o eterno reconhecimento, aos burros o esquecimento”, “glória as burros que traçaram nosso destino na geografia do mundo livre, sem eles o brasil não seria grande como é”

domingo que vem dia 1 de abril, vamos fazer a foto no estúdio do Té a partir das 15 hrs, contrairemos bonecos / burros e fotografaremos no mesmo dia, quem quiser ir criando coisas antes ou em sub grupos beleza. no dia 1 dia da mentira compraremos alimentação e bebidas para acompanhar nosso dia. caso alguém queira deixar algo no estúdio do Té antes do domingo para ir adiantando e só falar com ele.

precisamos comprar algum material especial para o domingo?

Abraço

Túlio

*

Ola, amigos!

Certo, eu acho a primeira frase mais legal pro dia 28.

“Aos nossos cavalos o eterno reconhecimento, aos burros o esquecimento”

Sobre a imagem, acho q a cara do burro com o dizer “a revolta dos burros”, igual a das camisetas, é a opção mais legal.

Sobre o domingo, dia 1° de abril, acho q fica meio correria produzir os burros, as endumentarias e fotografar em um unico dia. Assim, se houver um espaço e mais alguem interessado, me ofereço pra produzir parte do material quinta, sexta ou sabado.

Sobre material, tem q ver como serão os burros, acho q precisaremos de arame ou algum tipo de fio de aço, caixas de papelão e talvez latex ou acrilica pra pintar-los. Tambem correias para pendurar no corpo. Ainda estou com a ideia de vestes, estilo Bumba-meu-Boi, sera assim mesmo?

Outra, q horas nos encontramos no Matilha quarta? Seria legal um pouco antes da abertura do evento?

Enfim, mantemos contato.

Abraços

Lucas

*

Então…polemizando…esse manifesto como está é a favor dos cavalos e não dos burros…me parece estranho reconhecer os cavalos e não os burros…

Guto C.

*

ola Nova Pasta, espero que a reuniao no matilha tenha sido produtiva. Sobre a polemizacao do Guto C. Gostaria de deixar minha interpretacao.

Acho que as frases nao dao margens aos cavalos. A frase “Aos nossos cavalos o eterno reconhecimento, aos burros o esquecimento” a principio parece negar a presen’ca dos burros, tras a figura do cavalo como a principal, e com isso cria imediatamente uma interrogacao sobre o porque da permanencia/acrescimo do burro na frase como personagem excluido/esquecido . O slogam “A revolta dos burros” que vem logo na sequencia, nao so contesta a frase a cima mas tambem instaura uma zona de tensao.

No conjunto a ambivalencia das 2 frases, soa quase como um jogo, sem ser pergunta e respostas, mas funciona como uma especie de dialogo, onde os burros esquecidos parecem levantar

sua voz e reinvidicar sua presenca na historia.

Como os burros nao falam o nova pasta assume a porta-voz.

abs paulo

*

Caros

acho que a frase não precisa ter a palavra – nossos

e falta um grito pelos burros

aos cavalos eterno reconhecimento, aos burros chegou o seu momento! – uma coisa assim

boa sorte

Guto L

*

Achei ótima a colocação do Paulo mas, achei ainda mais legal a frase do Guto L.

abs,

Guto C.

*

obrigado xará

mas acho que falta uma vírgula depois de burros

, aos burros, chegou seu momento!

seria bom passar por um revisor

Guto L

*

Boa Guto C , tambem gostei da sugestao do Guto Lacaz,

abs

*

No Quadro Independencia ou Morte

1. Sargento-mor Antonio Ramos Cordeiro

2. Paulo Bregaro

3. Francisco Gomes da Silva, o Chalaça

4. Antônio Leite Pereira da Gama Lobo

5. Brigadeiro Manuel Rodrigues Jordão

6. Luís Saldanha da Gama

7. Dom Pedro I

8. Capitão-mor Manoel Marcondes Mello

9. Pedro Américo (autorretrato)

10. Casa do Grito

11. Córrego do Ipiranga

12. Trabalhador anônimo

bj

fabi

*

Ola a todos!

Ei, Fabi! …parabens pelo trabalho de Historia!

Então, sobre quinta.

Ainda acho q duas hrs pra confeccionar os burros fica meio correria, não sabemos (ou não sei) ao certo como serão feitos esses burros nem qtos faremos…

Creio q a confecção desses burros é tb um trabalho e pediria mais tempo.

Assim, se ouver um lugar/alguem disponivel para começar essa produção amanha, me ofereço.

Também acho q produzir os burros e fazer a foto já é agenda suficiente para quinta. Acho q discutir as demais ações pediria um tempo a mais, uma reunião só pra isso, não sei se sou só eu, mas fico sempre boiando e acho q não chegamos a definir as ideias nessas reuniões relampago após outras atividades. Claro, podemos conversar na quinta, só acho q talvez a conclusão dessas conversas pessa algum outro encontro.

Sou só eu q tenho essa ideia? De trabalhar mais pausadamente visando clareza e qualidade do projeto? Os demais acham q da pra fazer tres atividades em uma unica noite?

enfim…

eu confirmo quinta as 16: 00 de todo modo, mas se alguem estiver disponivel amanha, podiamos adiantar uma parte.

No contato,

Lucas

*

também concordo com lucas,

e provavelmente não conseguirei chegar as 16h, mas 19, 20h.

muito legal esse seu estudo do quadro do pedro américo fabi!

não tinha pensado nessa nossa foto assim, mas acho uma proposta ótima, de composição, atitude…

vai ser super legal estudarmos juntos essa imagem, no estúdio.

ou será que só eu não tinha pensado nisso antes? :P

beijos e até já

mari

*

REVOLTA DOS BURROS, reuniao e Foto 5 feira

a partir das 16 o espaço / estudio do Té estara recebendo aqueles que precisarem de mais tempo e espaço para construir o burro, a partir das 18 começaremos a nos organizar para a foto.

na quinta discuremos tamebm as outras ações da revolta dos burros.

ação no monumento as bandeiras

ação junto ao quadro imdependencia ou morte.

e outras ações que poderão ser propostas.

Será fantástico termos a presença de todos.

ja liguei para algumas pessoas e este e o dia/noite com mais corum.

ab a todos e viva e revolta dos burros.

túlio

*

olá a todos! tentarei chegar lá as 16. Rua Tupi, 560, Pacaembu, perto do Samaritano, confirma? vou levar a idéia do ” deixa que eu emburro” !! precisa levar + algum material?

inté

Boro

*

Rua Tupi 560, interfone do lado direito, escrito Estúdio !!

Antonio Brasiliano

*

http://pt.wikipedia.org/wiki/Francisco_Gomes_da_Silva

grande chalaça!

*

Brasiliano, por favor aplique um óculos 3D em mim, me senti pelado

Guto L

*

Photoshop é vida nova!

Guto L

*

Photoshop ou Morte!!!!

Edu

*

ola caros nova pasta, segue fotos da maquete da coroa do burro.a partir da visita de ontem no monumento e das medidas tiradas, pensou-se fazer uma estrutura de ferro que sera apoiada na crina dos cavalos (ver imagens) + uma malha de flexivel de arame presa a estrutura rigida e que desce pelo pescoço do cavalo. fiz previamente uma maquete para analise de todos antes de fazer a estrutura.

amanha vou ate 3 serralheiro para ver orçcamento, ok!

abs paulo zeminian

*

Ótimo mas, ainda acho que a frase inicial não faz sentido. Acredito que pelo menos uma interrogação deveria ser colocada… “Aos nossos cavalos o eterno reconhecimento, aos burros o esquecimento?”

abs.

Guto,

o que não é o Lacaz

*

é que é uma corruptela de um lema. um lema com interrogação fica esquisito. quiça: “Aos nossos cavalos o eterno reconhecimento (aos burros o esquecimento)”

Edu

*

estou acima a esquerda com um ladrilho hidráulico na mão – é um ornamento grego

Guto L

*

estão vendendo nossos burros para a China:

http://diepresse.com/home/panorama/welt/739034/Brasilien_Riesengeschaeft-mit-Esel-fuer-China

Brasil: um grande negócio na China com jumento

O estado do Rio Grande do Norte irá fornecer cerca de 300.000 burros por ano para a China. Lá, eles serão em grande parte transformados em salsichas. Seu trabalho como um animal de carga, já foi em grande medida assumida por caminhões e outros veículos.

A partir do arquivo:

Brasília Goe /. O jumento (Equus asinus asinus) é reconhecido como sendo teimoso e estúpido, mas difícil. Ele está sobrecarregado por milhares de anos em um lote. Em países como o Brasil, mas não vai ter mais: Seu trabalho como um animal de carga têm principalmente caminhões e tomadas outros veículos – burros são apenas “barreiras de transporte”, recentemente José Simplício Holanda, secretário de gabinete disse que o Ministério da Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte.

Mas agora o mau estado do nordeste é de repente um grande negócio com burros, e de fato com os chineses. Empresários da China veio várias vezes nos últimos meses tenho visto aqui, nos estábulos – e poderia, no futuro, por ano, para enviar 300 000 burros vivos. o burro cobiçado

Mas: Os chineses tampouco querem o burro como uma besta não, mas para comer: Atualmente, são consumidos cerca de 1,5 milhões de burros por ano na China, como salame e salsichas, com a maioria vinda de países vizinhos como a Índia e Turcomenistão. Para o burro éguas importados, mas há ainda um outro uso: O seu leite está na demanda como matéria-prima para a indústria de cosméticos.

*

Amigos,

próximas ações:

– FINALIZARMOS A FOTO DE ESTÚDIO. Falta escolhermos o fundo, o Edu estava bolando algo. Falta realizarmos o tratamento da foto.

– FAZER A INTERVENÇÃO COM AS ORELHAS E PLACAS NO MONUMENTO DAS BANDEIRAS (1 DE MAIO) as estruturas e as orelhas estão sendo finalizadas pelo paulo Z nesta semana. Poderíamos instala-las já no domingo, mas dia 1 de maio faz um sentido maior para a proposta. Falta fazer as placas a serem penduradas nos cavalos, alguem sugere o tamanho e onde as fazemos?

– FOTOGRAFAR NO MUSEU DO IPIRANGA COM AS CAMISETAS DA REVOLTA (após instalarmos as orelhas) que vocês acham?

Abraço a todos

Túlio

*

caros

temos dinheiro para plotar e estruturar a placa? os que fizeram a visita poderiam demensionar – talvez 2x1m mas precisamos pensar como prender

guto L

*

como resolvo a placa, ninguem deu sinal de vida no assunto, compro dois maderites de 1 por 2 de tapume pinto de preto e pinto as letras em branco a mão? faço dois furos e pinduro com corda de varal? o que vcs acham do método? muito primário? essa é a medida?

ab

*

caros

a placa deve ser em tecido para ser leve – tipo uma bandeira

madeirit NÃO! é super trambolho, pode despencar e ferir alguém!

*

resolvido, banner de 1 x 2 m 100 reais, 2 banners 200 reais, mando a arte hoje, retiro quarta as 8 da manha,

tulio

*

Calma!

precisamos aprovar a arte – o que estará escrito?

como ficou aquela segunda versão do Eduardo?

gutp L

*

acho que – Aos – está errado

deveria ser – A nossos…

ou – Aos cavalos… ( sem nossos )

tinha proposto – aos burros, chegou seu momento! ( algo assim )

*

acho que está melhor assim

mas ainda podemos afinar

uma vírgula depois de burros ( pontuação – seria correta? )

Guto L

ps – faremos apenas uma placa – certo?

*

acho que – Aos – está errado

deveria ser – A nossos…

ou – Aos cavalos… ( sem nossos )

tinha proposto – aos burros, chegou seu momento! ( algo assim )

Guto L

*

que tal assim:

Só aos cavalos o eterno reconhecimento.

Burros, chegou seu momento!

Guto L

*

eu também iria por aí:

“Aos cavalos o eterno reconhecimento, aos burros o esquecimento”

é uma frase revoltada.

abraços!

*

olhem o que eu achei , um seminário sobre burros e sons, em Portugal http://www.binauralmedia.org/news/pt/archives/3910

abs

Borovik

*

amigos,

a estrutura das orelhas ficará pronta so na quarta sendo assim precisaremos adiar a instalação.

o dia sugerido pelo paulo foi sábado, um dia em que ele poderá estar por lá com aqueles que poderão ir.

os banners da revolta estao prontos.

ab

túlio

*

Ola caros nova pasta, feliz dia do trabalho! dando uma satisfacao sobre a coroa. Como o Tulio ja disse, ocorreu um certo atraso no feitio das coroas dos burros, o serralheiro se enganou na fixacao das astes, estarao prontas na quarta feira a tarde. As orelhas de 1,50m X 0, 60 serao feitas de plasti-onda 5mm, esse foi o material pesquisado mais barato e que tem uma certa resistência de nao envergar e tambem a prova de chuva. segue algumas fotos do andamento. Sugeri a data do fds mas pode ser outra, pode ser no dia 6(domingo) ou dia 7, 8… qual seria o melhor horario.

abs

Paulo

*

Caro Paulo

cuidado também com o vento!

perigoso cair

colocar borrachinhas nas pontas da estrutura para não ferir o monumento

Guto L

*

Legal Guto !

Sobre o vento, tinhamos pensado em uma amarracao de arames finos e flexiveis que presas a estrutura desceriam e seriam amarradas no pescoco do cavalo. Sobre as borrachinhas para nao ferir a escultura e uma excelente ideia! Tks

Paulo

*

Enriqueça o debate e participe da mobilização nacional pelos JEGUES. poste sua opinião das diversas fontes a seguir sobre o tema. Importados de seu habitat para nos servir, fielmente – também por falta de opção – atualmente os jegues são desprezados. Não quiseram vir para o Brasil, não pediram isso! Sabemos que esse animal ajudou a construir o Nordeste de hoje e certamente, salvou muitos da seca, por sua resistência e que é especialmente sagrado para os cristãos, por ter levado Jesus em seu nascimento e na vida adulta. Cantado e exaltado por Luiz Gonzaga e Padre Vieira, entretanto, hoje sobrevive ignorado, relegado, abandonado, atropelado, abatido clandestinamente, açoitado e mantido em carroças em condições as piores possíveis, ignorado em seu sofrimento. Pior que tudo isso: alicerce do povo nordestino, agora 300 mil serão expulsos anualmente, por quem tanto foi beneficiado, vendido à China – país notoriamente cruel com humanos e animais – para serem abatidos e aproveitados em torturosas experiências de laboratório para fins de cosméticos.

Motivo maior e primeiro de meu manifesto: a senciência e o direito desses seres à vida sem exploração!

Adriana Cristina Araújo

(mineira, filha de pernambucado do município de Aliança)

Vergonha brasileira

EXPORTAÇÃO DOS NOSSOS JEGUES

(vídeo homenagem)

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=QuzUnTbtEKQ#! BRASIL MOBILIZADO em defesa dos JEGUES, contra a ingratidão e a indiferença dos que por ele foram beneficiados, por gerações! “São animais exóticos e não nativos que se adaptaram à vida livre no sertão e estão desertificando Itacuruba e parte de Floresta em Pernambuco lugares em que as árvores nativas são comidas ainda brotos, muitas já estão desaparecendo” Monsenhor Armindo Moura Neto http://www.luizberto.com/a-proposito-marcelo-alcoforado/reflexoes-muares PETIÇÃO INTERNACIONAL contra a exportação de jegue shttp://www.thepetitionsite.com/481/954/995/ministerio-da-agricultura-congresso-nacional-presidencia-da-republica-ministerio-publico-ministerio/ Acorda Cordel: O MASSACRE DO JUMENTO NORDESTINOhttp://acordacordel.blogspot.com.br/2012/03/o-massacre-do-jumento-nordestino.html

O jumento nosso irmão

Cantado em prosa e verso

Que um dia transportou

O Autor do Universo

Vive hoje maltratado

Sendo até eliminado

Num atentado perverso.

Nos circos ou zoológicos

É comida de leão

Repasto de outras feras

É o nosso pobre irmão

Há tempos Luiz Gonzaga

Denunciava esta saga

Em inspirada canção.

Na fuga para o Egito

Jesus, José e Maria

Optaram pelo jegue

Por ser boa montaria

E a Família Sagrada

Viu-se assim transportada

Com conforto (sic) e garantia.

Protetores de animais se mobilizam contra exportação de jegue

http://blogs.estadao.com.br/jt-seu-bolso/protetores-de-animais-se-mobilizam-contra-exportacao-de-jegue

ADOTE UM JUMENTO,  o Menino Jesus lhe agradecerá http://www.luizberto.com/a-proposito-marcelo-alcoforado/reflexoes-muares Nordeste lança campanha Pró-Jeque para brecar vendas à Chinahttp://tvterraviva.band.com.br/noticia.aspx?n=578536  A possível exportação de jumentos causa celeuma no RNhttp://observatorionline.blogspot.com.br/ REFLEXÕES MUARES

http://www.luizberto.com/a-proposito-marcelo-alcoforado/reflexoes-muares/comment-page-1#comment-127026

Ricardo Trípoli (Dep. Federal SP) “…a repulsa não se restringe às questões de ordem cultural ou econômica, mas esbarra em entraves técnicos e éticos, além de ser descabida a justificativa de superpopulação, o que demandaria ações eficazes de gerenciamento de saúde pública local”

http://diariodocongresso.com.br/novo/2012/03/caso-sobre-a-xportacao-de-jegues-para-china-vai-para-no-mre/

JUMENTO TIPO EXPORTAÇÃO http://oglobo.globo.com/economia/jumento-tipo-exportacao-4235052 Salvem o jegue

Substituído pelas motos, o jumento nordestino hoje vale menos que uma galinha e é recusado até pelos matadouroshttp://revistaepoca.globo.com/Epoca/0,6993,EPT374780-1664,00.html “É jegue pra todo lado, é jegue aqui, é jegue ali. É jegue pra todo lado, não se consegue transitar em paz”http://gilvandejacana.blogspot.com.br/2012/03/jegue-tipo-exportacao.html Motos no lugar de jegueshttp://revistagloborural.globo.com/GloboRural/0,6993,EEC1373704-5061-3,00.html

JEGUE NORDESTINO SERÁ TIRA-GOSTO DE CHINÊS

http://www.blogdoanchietaalves.com.br/2012/03/jegue-nordestino-sera-tira-gosto-de.html VEJA Juazeiro – China quer importar 300 mil jegueshttp://vejajuazeiro.com.br/v2/index.php/brasil/item/2800-china-quer-importar-300-mil-jegues-do-pa%C3%ADs-e-causa-revolta.html

O jumento que Jesus montou

http://www.luizberto.com/contos-cronicas-e-cordeis-marcos-mairton/o-jumento-que-jesus-montou

Legislativo quer explicações sobre comércio de jumentos

Jumentos recolhidos em estradas são levados para Santa Quitéria

Acordo para a venda de jumentos do NE para a China está sendo questionado por parlamentares

Fortaleza. Um acordo celebrado há cerca de um mês entre os governos brasileiro e chinês, liberando a exportação de jumentos para a China, está sendo objeto de questionamento pelo Congresso Nacional. Por iniciativa do deputado federal Ricardo Tripoli (PSDB/SP), foi pedida explicações ao Ministério do Exterior, sobre o tratado, que visa ao abate e ao aproveitamento do animal em experiência de laboratório para fins de cosméticos. Pelo acordo, serão vendidos 300 mil jumentos por ano.

Em ofício enviado ao ministro das Relações Exteriores, Antônio Patriota, o parlamentar paulista manifestou repúdio e descontentamento acerca do acordo firmado. O ato tem recebido apoio de outros congressistas, inclusive da base aliada do Governo Federal, como o deputado Chico Lopes (PCdoB/CE), que também manifestou repúdio pela exportação para comercialização da carne e experimentos de vivissecção (que é experiência com animais em prol da pesquisa científica).

Na avaliação de Tripoli, conforme sua assessoria, a repulsa não se restringe às questões de ordem cultural ou econômica, mas esbarra em entraves técnicos e éticos, além de ser “descabida” a justificativa de superpopulação, o que demandaria ações eficazes de gerenciamento de saúde pública local.

Essa iniciativa foi comemorada pela presidente da União Internacional de Proteção Animal (Uipa/CE), Geuza Leitão, que disse ser contrária a esse acordo desde seu anúncio, porque vê questões culturais e jurídicas.

Segundo Geuza, a própria Constituição Federal, através do artigo 225, no parágrafo primeiro e item 7º, que trata da fauna, proíbe práticas que provoquem a extinção da espécie ou que submetam aos animais à crueldade. “Os animais, pela Lei, são tutelados pelo Estado.. Desse modo, não podem ser vendidos e não se pode lucrar”, afirma Geuza.

Luta

A presidente da Uipa/CE diz que é antiga a luta da entidade por uma maior sensibilidade com o jumento, que ao longo do tempo é tido como o problema pelo poder público e deixou de ser relevante no meio rural, como animal de carga ou transporte.

Com isso, grande quantidade desses animais são abandonados pelas estradas e nos seus entornos, nas regiões do interior, padecendo de doenças e causando acidentes de trânsito nas rodovias nordestinas. Abandonados, acorrem para as pistas, sendo atingidos pelos veículos.

Sem consulta

“Tratou-se de uma medida autoritária, haja vista que não houve nenhuma consulta à sociedade e é mais uma forma de se dar um fim a qualquer preço, quando podemos pensar numa saída mais justa”, afirma Geuza.

Lembra que uma das primeiras alternativas pensadas para eliminar os jumentos do cenário rural cearense foi a construção de um moderno matadouro em Santa Quitéria. A ideia seria transformar a carne do animal em produtos industrializados como mortadelas, salsichas e carne “in natura” para exportação. Esse investimento foi por posto por terra, graças aos ambientalistas e à sociedade protetora dos animais que conseguiu sensibilizar os prováveis países compradores, como Bélgica e a Holanda, a não comprar esses produtos. Uma das explicações dissuasórias foi de que poderiam transmitir doenças.

Atualmente, os animais são recolhidos pelo Departamento Estadual de
Trânsito (Detran-CE) e encaminhados para uma fazenda em Santa Quitéria. Para Geuza, o exemplo do Ceará poderia servir para todo os Estados nordestinos.

De acordo com o gerente do Núcleo de Regionais, João Carlos Macedo, são recolhidos por ano um número em torno de 1000 a 1.200 animais nas rodovias estaduais, sendo que os jumentos representam mais de 90%. “Hoje, temos 13 caminhões que percorrem 90 mil km/mês. Esse é um trabalho que vem se intensificando e objetiva diminuir os acidentes de trânsitos, ocasionados por animais”, afirma Macedo.

Na fazenda em Santa Quitéria, os animais são assistidos por veterinários, sendo ministradas as vacinas adequadas para cada espécie. Macedo lembra que em 2009, houve 89 acidentes envolvendo animais com quatro óbitos. Em 2010, o número somou 119 com 9 mortes, e em 2011, 96 ocorrências com cinco óbitos. Os animais recolhidos são levados para currais de apoio, onde permanecem por 10 dias para que sejam resgatados pelos seus donos. Somente exaurido esse prazo é que se destinam para a fazenda de Santa Quitéria.

Mais informações:

DETRAN-CE – Sede: Avenida Godofredo Maciel, 2900 – Maraponga – Fortaleza

Telefone ( 85) 3101.5588

Teledetran: 0800 275 6768

LAURIBERTO BRAGA

*

the jegue is in the air

edu

*

ótimo segunda no final do dia pra fotografarmos a noite tb !perfeito

bjs, Fabi

*

amigos,

não precisamos pressa, a revolta foi muito bem representada no último encontro, apresentamos um slide show com todas as imagens que produzimos e juntamos para pensarmos esta nossa proposta.

e apresentamos as orelhas em si construídas pelo paulo com apoio fisico do lucas e com apoio moral de todos nós.

o momento da coroação deve ser feito com calma e temos tempo para isso.

Precisamos nos preparar para

– finalizarmos o manifesto,

– finalizar a nossa recriação do grito da independência para acompanhar o manifesto.

– finalizarmos as orelhas fisicamente quem sabe darmos a elas tridimensão com isopor e tinta para copiarmos a cor do monumento, ou quem sabe imprimir a imagem frontal de 4 orelhas.

– finalizarmos os meios de fixarão as orelhas ao monumento sem que haja o mínimo dano ao patrimônio público.

– divulgar a proposta para jornalistas se acharmos conveniente

sendo assim após conversar por telefone com o paulo e marquinhos adiamos em 15 a 21 dias a instalação das orelhas que faltavam aos monumento das bandeiras.

vamos elaborando nosso projeto, temos um livro e provavelmente uma exposição pela frente para realizarmos.

4 de junho será o próximo encontro com todos os coletivo, nesta ocasião os coletivos apresentarão o material organizado para o livro.

ab a todos

túlio

*

Legal Tulio, fico no aguardo p maiores especificacoes das datas.

retomando a coroa; lembro que ainda faltam alguns itens;

1-seguindo a sugestao do Guto lacaz sobre colocarmos uma protecao na coroa do burro;

Apesar de achar que a armacao das orelhas nao traga nenhum dano [a escultura de pedra, considero a protecao uma otima ideia ,

pois funciona como um discurso a mais, o que diz que levamos em consideracao o respeito pelo patrimonio publico e o cuidado com a obra de arte do Brecheret.

O material que imagino para esta protecao seria; enrolar a estrutura com camera de borracha ou esponja, presa com

abracadeira de neylon (ver imagem).

2- da ultima vez foi conversado tambem sobre engrossar as orelhas de plastionda com outro material tipo isopor e pintar da cor do monumento.

Eu particularmente gosto da orelha do jeito que esta, bidimensional e com a cor do material aparentes, plastionda cinza.

de qualquer forma fica este item p/ ser resolvido pelo coletivo.

3- lembro ainda que falta adicionar fios de arames junto a coroa para fazermos as amarracoes no dia da instalacao.

4- o ideial seria ainda fazer uma ultima visita ao monumento antes da instalacao oficial, para nos certificarmos que o encaixe esta ok..

att Paulo Z

*

fico no aguardo p maiores especificacoes das datas.

retomando a coroa; lembro que ainda faltam alguns itens;

1-seguindo a sugestao do Guto lacaz sobre colocarmos uma protecao na coroa do burro;

Apesar de achar que a armacao das orelhas nao traga nenhum dano [a escultura de pedra,? considero a protecao uma otima ideia , pois funciona como um discurso a mais, o que diz que levamos em consideracao o respeito pelo patrimonio publico e o cuidado com a obra de arte do Brecheret.

O material que imagino para esta protecao seria; enrolar a estrutura com camera de borracha ou esponja, presa com

abracadeira de neylon (ver imagem).

2- da ultima vez foi conversado tambem sobre engrossar as orelhas de plastionda com outro material tipo isopor e pintar da cor do monumento.

Eu particularmente gosto da orelha do jeito que esta, bidimensional e com a cor do material aparentes, (plastionda cinza),de qualquer forma fica este item p/ ser resolvido pelo coletivo.

3- lembro ainda que falta adicionar fios de arames junto a coroa para fazermos as amarracoes no dia da instalacao.

4- o ideial seria ainda fazer uma ultima visita ao monumento antes da instalacao oficial, para nos certificarmos que o encaixe esta ok..

abs Paulo Z

*

Pessoal… Conheçam a ” BiblioBurro” !!!

http://elbiblioburro.blogspot.com.br

Marcos Vilas Boas

*

JEGUE-LIVRO

http://www.overmundo.com.br/overblog/inusitada-biblioteca-ambulante

Marcos Vilas Boas

*

Olá Pessoal…

pensando melhor, acho mais interessante que a imagem de fundo para a foto que produzimos no estúdio do Té, seja uma pintura ou ilustração ou aquarela… assim como a Santa C.

absss

MARCOS VILAS BOAS

*

CONCORDO COM O MARQUINHOS…ACHO QUE DEVERIA SER O FUNDO DE UMA PINTURA CONHECIDA…

Guto C.

*

ola caros np, me lembro que na reuniao alguem tinha sugerido uma paisagem urbana? favela do moinho, debaixo do minhocao, periferia, etc? ??? em anexo vai uma imagem do moinho

att

Paulo

*

Acho esse caminho bacana!

Se por acaso vcs quiserem tentar uma foto da pintura no museu do ipiranga… podemos tentar.

Marcos Vilas Boas

*

amigos, temos uma verba cache de mil reais para propormos uma ação ludica em um dia da exposição.o que vcs sugerem? precisamos de uma proposta para colocarmos no projeto.ab

Tulio

*

seria engraçado uma palestra sobre a historia dos burros na arte. podemos pegar o material que já temos organizar e mostrar.

Edu

*

Ae Nova Pasta.

Amanhã vou entregar os arquivos p/ iniciarmos a montagem.

Ficou resolvido q trocaremos posição do mauro, mari e paulo.

O guto lacaz a principio na esquerda como no layout mas pode mudar.Fundo que o tulio passou.E o mapa na mão do edu.O fabio meira vai iniciar o trabalho e nos dizer se tudo isso é possível.algo mais?

abs

Te

*

fala mano’s, blz?

apenas 2 observações :

– pede para o fábio não carregar no unsharp?

– acho que podemos esquentar a imagem, segue uma referencia!

abssss

MARCOS VILAS BOAS

*

http://ultimosegundo.ig.com.br/ciencia/meioambiente/2012-05-24/brigitte-bardot-pede-que-dilma-acabe-com-genocidio-de-burros.html

Brigitte Bardot pede que Dilma acabe com “genocídio de burros”

Ex-atriz francesa, que atualmente defende direitos dos animais, condenou exportação dos animais para a China

Brigitte Bardot: carta à presidenta pedindo o fim da exportação de burros para a China

A ex-atriz e modelo francesa Brigitte Bardot enviou nesta quinta-feira uma carta à presidenta do Brasil, Dilma Rousseff, para pedir um fim no “genocídio de burros” exportados à China para serem utilizados na indústria alimentícia e cosmética.

“Eu, que tanto amei o Brasil e que deixei uma marca inapagável na minha passagem por Búzios, fico triste em ver que esse país colabora com a China para matar, a cada ano, 300 mil burros”, escreveu Bardot, que fundou uma associação protetora de animais com seu nome.

O mito erótico dos anos 60 ainda falou que tal cenário não pode ser levada a diante. “Como presidenta, mulher e ser humano, Dilma não pode aceitar esta mancha na imagem do Brasil”, disse.

Leia mais:

*

caraio…

muito bom hein mari ! rs

acho que no livro, tanto quanto na palestra no sesc, podemos ter um apanhado dessas coisas, sobre o detran do ceará, sobre os cosméticos, sobre o coletivo de arte de guayaquil, sobre as pinturas…

MARCOS VILAS BOAS

*

acho que sim marquinhos, esses burros têm muitas histórias!

reenvio sua mensagem para todos que não foram copiados…

beijos

mari

*

Oi Túlio,

o estêncil do burro ficou bem sofrido pois, infelizmente, assim como os papéis e papelões que deixai lá, não ficaram bem guardados no estúdio do Té (tomaram chuva, etc.). O que acho que deveríamos fazer é usá-lo para estampar a imagem em pequenos pedaços de papel craft rosa e marron, ambos bem cor de burro, recortá-los e colá-los, como lambe, nas paredes do SESC. Poderíamos fazer uma colagem bem sequinha e limpa para não causar muito alvoroço no SESC. Para isso precisaria comprar os papéis e cola e, se vc achar que pode ser feito assim, ver quem quer vir ajudar a estampar a imagem nos papéis e recortá-las para, no dia da montagem só chegar lá e ir colando.

aguardo sua posição.

ab

Guto C.

*

Ola, amigos!

…vamos la.

Sobre a foto, gosto das personagens do modo como estão. Acho bem mais legal q todos de frente pra camera. Se observarmos o original do Pedro Americo, podemos notar q ninguem no quadro esta olhando para a “camera”. Assim, a foto como esta, mantem coerencia com o original, todos de frente pro Dom Pedro.

Sobre a palestra do SESC, gosto mais da ideia de fazer sobre os burros na Historia da Arte. Acho mais haver com nosso trabalho do que as declaraçõs da Britte Bardott. Tb acho q 2 temas resultarão em uma palestra mais longa e talvez cansativsa. Gosto mais do tema Os Burros na Historia da Arte. Acho q falta ainda falarmos sobre a intervenção no Brecherett. Ou melhor, falta fazermos. As coroas estão prontas, falta então confeccionar as orelhas? E ainda falta fazer a ação em si, ao meu ver tão importante qto a expo no SESC e até como parte da mesma. Como estamos com essa questão? Andamentos, datas…

Ainda nas referencias, mando uma ilustração do Manuel de Araujo Porto Alegre, retratando o padre Manuel Feijó, em retorno a São Paulo, ao ser destituido da regencia do Brasil. Vamos nos falando.

Abraço a todos e boa semana.

Lucas

*

tulio e todos,

Ótimo vamos pras ruas!

Acho que seria legal pensar num texto coletivo pro livro e manifesto, se pelo menos alguns se comprometessem

na escritura, posso ir colaborando tb, o manifesto seria pro dia 10, 12/6, qual nosso prazo ideal pro livro ?

O que dizem? …louca pra ver a revolta no empurra…

Fabi

*

hoje a noite as 20:00 iremos testar a instalação, quer dizer montaremos a estrutura na cabeça dos cavalos para ver se tudo esta certo e os banners com as frases “aos cavalos o eterno reconhecimento…”

na terça as 6:30 da manha, começando o dia, instalamos a estrutura, orelhas e banners de forma definitiva.

precisamos nos preparar com o texto e a foto da releitura do grito da independencia que fizemos em estudio para soltarmos junto da intervenção. ja temos o texto da mitsue para o projeto do sesc que eu acho bom. escrevemos mais? o fabio meira já esta finalizando o tratamento da foto da releitura.

de hoje ate terça e durante a terça vamos trocar informações. na terça é importante todos estarem atentos em replicar via facebook a imagem do monumento com as orelhas e manifesto.

quantos mais de nós lá na terça mais legal.

chegou a hora.

ab

túlio

*

caros

estive lá e não encontrei ninguém

começou a chover

voltei

aguardo nova oportunidade

guto Lacaz

*

que ótimo, mandaram bem! os tamanhos das orelhas e da placa deram super certo.

quando formos fazer a “valendo” podemos colocar as orelhas do burro mais para a frente, sobre as orelhas do cavalo, né? ;)

tulio, me passa o texto para eu editar, não assim em imagem?

beijos

mari

*

oi mauro,

eu e tulio também gostamos de intercalar a frase, mas não na proporção meio a meio, e sim ter mais burros do que frases. e a logo nova pasta pensamos em deixar só em um vidro, no canto. qual fonte você usou para escrever “a revolta dos burros”? pode me mandar um psd da frase com essa fonte?

o problema de colocar uma moldura branca nas imagens é que em princípio não dá para imprimir branco. existe uma coisa que chamam “base” de impressão para esses casos, estou tentando descobrir o que é, mas se não for legal e se o fundo dos burros for em vinil translúcido teríamos que fazer a moldura em vinil de recorte (o que não foi orçado, então por enquanto está descartado) .

uma opção seria fazer as molduras impressas em azul ou vermelho… temos que estudar isso, essa moldura é larga, cerca de 13 cm (cada vidro tem mais ou menos 1,24 x 1,30 m/h).

nós vamos fazer o teste de impressão dos burros em vinil translúcido e em vinil branco ainda essa semana, aí saberemos melhor qual o caminho.

seria ótimo se você pudesse finalizar os arquivos para impressão, e eu faço os estudos de layouts, pode ser? não é para já, mas para o começo da semana que vem.

valeu, beijo.

*

Olá Mariana, nova pasta.

Gosto da sequência das luzes, podemos imprimir em translúcido e fazer a moldura branca para eliminar essa diferença.

• Podemos intercalar nos painéis a frase “Aos nossos cavalos o eterno reconhecimento; aos burros, o esquecimento.”

Eu estou com a arte vetorizada do burro, qualquer ajuste me fala que eu repasso.

abs

Mauro

*

acho legal que piscem, mas mas distante um dos outros, que vcs acham?

falta a frase “Aos nossos cavalos o eterno reconhecimento; aos burros, o esquecimento.” em um destes painéis,

é legal repetir o logo nova pasta em todos os burros?

imprime em fundo branco ou imprime so a silueta do burro?

ab a todos.

Túlio

*

oi pessoas da nova pasta, tudo bem?

estou fazendo a cenografia da exposição na borda no sesc, e preciso consultá-los sobre algumas questões técnicas relativas ao painel da entrada:

01) a princípio teremos três caixas de luz atrás do painel, cada uma atrás de um burro, que ficarão piscando sequencialmente. preciso fechar quais seriam essas caixas, pois elas têm tamanhos diferentes e amanhã vamos lá medi-las (o que não é muito simples, pois atrás do painel tem uma andar a mais para baixo). fiz um estudo propondo a posição das três caixas, que envio anexado.

02) os vidros do painel são leitosos, vocês acham que devemos imprimir a arte em adesivo branco ou translúcido? a ideia é que os adesivos sejam quadrados / retangulares, do tamanho de cada vidro. no caso de ser em vinil branco pode não dar uma boa transparência para os back-lights, no caso do vinil translúcido veremos a moldura preta, interna, que há por trás de cada peça (foto do painel anexado).

3) no caso das caixas de luz será acrescentada uma moldura interna, menor que a dos painéis, onde ficarão encaixadas. vocês acham que a gente assume essa sombra, ou criamos uma moldura na imagem, no próprio adesivo? e nesse caso, colocamos moldura em todas as artes?

4) será que desistimos das caixas de luz, considerando também que há o trabalho do bijari, que são peças com plantas e luzes piscando em sequencial, no espaço da exposição?

acham mesmo necessárias essas caixas? de qualquer forma, se tiverem outras sugestões para as posições dos back-lights respondam urgentemente, sim???!!!

beijos

mari

*

amigos, hoje a guarda civil veio questionar porque estávamos lá com um banner escrito revolta dos burros, foi meio burrice da nossa parte, fomos muito indiscretos, quase infantis, quase dançamos. recuamos para re elaborar a estratégia de ação. estávamos com tudo em cima para realizar a parada. vamos tentar novamente no domingo. daqui pra frente precisaremos arquitetar melhor o plano de ação para sermos rápidos e não chamar a atenção.

ab

túlio

*

temos algo a aprender com a onda dos arrastoes na cidade.

agir dentro da mesma estrategia; rapidos, pontuais e precisos.

insistiremos mais uma vez no domingo.

abs p

*

Galera,segue uma nova opção.

Trocamos a cabeça do Mauro (não fica perfeito, tem umas manchas no pescoço e camiseta que não colaram muito bem)

E a posição da Mari (que fica legal porém, temos uma parte da perna do paulo misturada com a pintura, meio estranho)

Que vc’s acham/ Se gostarem, apesar desses detalhes estranho o Fabio tenta melhor um pouco mais !!

Abs

Te

*

Olá Nova Pasta.

Estava montando a arte do elevador, e o encaixe da imagem não está dando proporção, segue uma prévia com as divisões das laterais e fundo e o máximo ocupado com a fotografia,

será que podemos completar com outros elementos, parece que nessa foto não está presente o Paulo Zemenian!!

abs

Mauro de Souza

*

gente!

alguém passou lá hoje? fotografou? sabe como esta a situação?

abs

borovik

*

amigos

as orelhas cairam apos 3 horas de vida ab

o paulo passou por la logp apos meia noite e elas ja noa estavam

túlio

*

ola caros nova pasta , ontem passei em frente ao monumento eram + ou – 1 da manha , as orelhas ja nao estavam mais la, haviam alguns carros de policia estacionado e movimentacoes de guardas metropolitanos em volta. Nao havia sinais das coroas nem dos arames auxiliares, significa que elas foram retiradas.

Aproveito para deixar aqui registrado a adrenalina que foi instalar isso, estavamos todos tensos, foi um verdadeiro trabalho de equipe. apesar do nervosismo, de pequenos desajustes, fomos precisos no tempo, sem fragrante. De modo geral acredito que a acao foi um sucesso de intervencao urbana.

E isso Revolta dos burro /nova pasta!

*

VIVA OS BURROS!

tentei acompanhar mas me desencontrei de vocês

Guto L

*

Guto, chegou a hora !!

Precisamos dos burros invadindo a cidade.

Quando faremos a revolta? Tem que ser essa semana !!!

Abs

*

aêêê!!!

parabéns a todos vcs! foi incrível estar com vcs ontem e presenciar toda a ação . foi lindo e emocionante!

viva a revolta dos burros!

podem contar comigo para ajudar nas próximas ações!!

bjos

fla

*

A máscara (estêncil) do burro já está restaurada…quando sairemos? Quem está na parada?

abs,

Guto C.

*

amigos, exposição montada!

vamos de camiseta amanhã, vamos demonstrar nossa revolta!

abraço a todos

túlio

 

LEAVE A REPLY

Please enter your name here
Please enter your comment!